Toda a história de um grupo de traficantes amadores
24 de fevereiroAntónio José Vilela

Toda a história de um grupo de traficantes amadores

A Polícia Judiciária esteve quase dois anos à espera que um grupo de empresários e pescadores fizesse um transporte de droga. Os suspeitos falharam várias ações e até tiveram de afundar um barco – foram salvos pela Força Aérea - para disfarçar uma ação mal feita que os colocou sob pressão de narcotraficantes espanhóis, colombianos, marroquinos e sérvios. No fim, o suspeito nº1 português não foi detido.

Operação Marosca
30 de janeiroJoão Pedro George

Operação Marosca

A 16 de Dezembro de 1972, quatro caças-bombardeiros largaram várias bombas nas povoações de Wiriamu, Juwau e Chawola. Enquanto isso, cinco helicópteros desembarcavam quatro grupos da 6ª Companhia de Comandos, Grupos Especiais de Pára-quedistas, mercenários e agentes da PIDE/DGS, os quais cercaram as aldeias e desataram a metralhar os aldeões, incluindo mulheres e crianças.

O massacre de Wiriamu
21 de janeiroJoão Pedro George

O massacre de Wiriamu

Este ensaio faz parte de um livro a publicar pelo autor, na Penguin Random House, até final do ano e que se intitulará "O Império às Costas, Retornados, Racismo e Pós-Colonialismo". Com este trabalho, a SÁBADO inicia uma série “Guerra Colonial: 60 anos, 60 histórias”, que se prolongará até ao final do ano.

Os milhões e os negócios suspeitos de Sindika e Isabel dos Santos em Portugal
30 de outubro de 2020António José Vilela

Os milhões e os negócios suspeitos de Sindika e Isabel dos Santos em Portugal

Sindika Dokolo e a mulher Isabel dos Santos são visados em, pelo menos, oito processos crime. Os negócios de diamantes, a compra de imóveis de luxo, os empréstimos milionários para controlar empresas nacionais, o uso da Zona Franca da Madeira por testas de ferro. O marido de Isabel dos Santos morreu esta quinta-feira.

Estremoz, cidade branca aos pés de um pulmão alentejano
26 de outubro de 2020Rita Bertrand

Estremoz, cidade branca aos pés de um pulmão alentejano

Não fosse a serra d’Ossa e o verão seria sufocante nas terras circundantes. Delas, destaca-se a majestosa Estremoz, de património único, do mármore dos monumentos e ruas aos bonecos de barro e à gastronomia.

GNR acaba com feste de 80 pessoas em barragem do Algarve
04 de outubro de 2020Lusa

GNR acaba com feste de 80 pessoas em barragem do Algarve

A festa estava a decorrer junto à barragem do Funcho quando a GNR recebeu uma denúncia de ruído. Foram detidos dois homens e uma mulher, entre os 21 e os 32 anos, por tráfico de estupefacientes.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)