Até nas casas de banho havia ações
15 de marçoAna Taborda

Até nas casas de banho havia ações

Nos anos 1980, a Bolsa não chegava para toda a gente e faziam-se negócios no parque de estacionamento do Terreiro do Paço, com os títulos na bagageira dos carros. Muito antes disso, já havia corretores na rua mais luxuosa de Lisboa, onde o vinho era proibido.

Como os amigos foram abandonando Ricardo Salgado
17 de julho de 2020Ana Taborda

Como os amigos foram abandonando Ricardo Salgado

Dois anos após o colapso do BES, um filho preferiu ir trabalhar para o Canadá, os ex-colaboradores desapareceram e até deixou de cumprimentar o tio Ricciardi na missa.

S&P melhora perspetiva do rating de Portugal para 'positiva'
13 de setembro de 2019Jornal de Negócios

S&P melhora perspetiva do rating de Portugal para "positiva"

A agência de notação financeira reviu esta sexta-feira em alta a perspetiva para o rating da República Portuguesa. O Ministério das Finanças congratulou-se com a decisão, destacando o benefício que traz às condições de financiamento do Estado, das famílias e das empresas.

Investir na bolsa: Compra! Não, vende! Vende! Não, compra!
12 de março de 2019Negócios

Investir na bolsa: Compra! Não, vende! Vende! Não, compra!

Dar ordens na bolsa sai mais caro quando não se escolhe a corretora certa. Testámos 20 intermediários e fizemos as contas para encontrar o mais competitivo. Veja quanto pode poupar e o que ganha se aderir à Escolha Acertada.

Conferência Futuro dos Mercados Financeiros
08 de março de 2019Negócios

Conferência Futuro dos Mercados Financeiros

O Jornal de Negócios vai realizar no próximo dia 14 de Março de 2019 a Conferência "O Futuro dos Mercados Financeiros", no ISCTE, com o objectivo de reflectir e analisar em que medida as políticas internacionais, a economia mundial, a política monetária e também a revolução digital, vão influenciar os mercados financeiros nos próximos anos.

Fundo de emergência: ficar a salvo em dias difíceis
22 de janeiro de 2019Negócios

Fundo de emergência: ficar a salvo em dias difíceis

Criar um bote financeiro de segurança para fazer face a imprevistos é uma regra essencial das finanças pessoais. Difícil é encontrar agora produtos que consigam superar a inflação para não perder poder de compra. Aprenda a criar o seu fundo anti-incerteza, sem afogar as poupanças.

Rendimento real dos depósitos em degradação
08 de janeiro de 2019Negócios

Rendimento real dos depósitos em degradação

O valor real das poupanças aplicadas em depósitos vai-se deteriorando, ano após ano. A inflação tem superado o rendimento dos depósitos e no próximo ano o cenário não deverá ser diferente. O melhor depósito a um ano rende 0,9 % e a inflação prevista para 2019 é de 1,5 %. É certinho que as poupanças aplicadas em depósitos irão perder valor real.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)