O dilema do PS no Porto: o braço de ferro e o desempate
11 de abrilMargarida Davim

O dilema do PS no Porto: o braço de ferro e o desempate

António Costa não quer agora o PS a discutir na praça pública nomes de candidatos autárquicos, mas nos bastidores as peças movem-se. No Porto, há uma guerra latente entre dois possíveis candidatos e uma terceira via a ganhar força.

Mirabolando ou as crónicas recicladas de Manguel
01 de abrilJoão Pedro George

Mirabolando ou as crónicas recicladas de Manguel

O facto de os textos de Manguel publicados no jornal mais vendido em Portugal serem mercadoria antiga, prosa que o tangoso argentino publica e republica, vende e revende, porque este é o seu modo de ganhar a vida, não é particularmente significativo, nem esse é o escopo desta história mil vezes contada. Um ensaio de João Pedro George

Jorge Ben Jor: um samba com misto de maracatu
22 de marçoFilipa Teixeira

Jorge Ben Jor: um samba com misto de maracatu

É um dos lendários da música brasileira e responsável por êxitos mundiais como Mas Que Nada, País Tropical ou Zazueira. No dia em que celebra 79 anos, recordamos a conversa com Jorge Ben Jor aquando da edição de 2019 do festival NOS Primavera Sound.

Justiça e dignidade humana

A Justiça diz-se cega, mas quando não abre os olhos perante a dignidade humana deixa de ser Justiça e volta ao tempo da Inquisição. O caso de José Penedos, condenado no Face Oculta, mostra como o sistema ainda não consegue ver além dos códigos

Até onde vai Ventura?

Ventura é um abcesso na democracia, sem dúvida, mas numa democracia que também ela está doente. Que caminha para o abstencionismo e a indiferença cívica. E que se resigna com essa caminhada para o abismo.

Presidenciais 2021: Os 500 mil (des)venturados
25 de janeiroMaria Henrique Espada

Presidenciais 2021: Os 500 mil (des)venturados

Era previsível e aconteceu: o líder do Chega ficou acima dos 10% com quase meio milhão de votos. O CDS não percebeu o que lhe aconteceu, o PSD aponta às perdas... do PCP. A direita não sabe o que fazer com André Ventura nem consigo própria; a esquerda, já era tempo de começar a perceber como não o ajudar. Ainda não foi desta.

Tiago Mayan: 'Não temo nenhum candidato'
21 de janeiroMaria Henrique Espada

Tiago Mayan: "Não temo nenhum candidato"

O liberal em pré-campanha ainda admitia, se fosse Presidente, dar posse a um governo com apoio do Chega, apesar de não ter dúvidas em chamar-lhe "racista, xenófobo e troca-tintas". A entrevista dura ao candidato a Belém, na íntegra.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)