Ronaldo: o gegenpressing, as críticas, a insatisfação pelo 7º lugar e… 'edifícios merda'
15 de janeiroCarlos Torres

Ronaldo: o gegenpressing, as críticas, a insatisfação pelo 7º lugar e… "edifícios merda"

É egoísta, só se preocupa em atingir recordes e até intimida os colegas quando eles rematam em vez de lhe passarem a bola. Em Inglaterra, criticar Ronaldo é o assunto do momento: está a prejudicar o Manchester United e o estilo dele não encaixa no futebol moderno, de grande pressão – uma situação que até lembra uma cena de Balas & Bolinhos.

Virar qual página?

O Presidente pediu um “virar de página”. O País cumpriu: o governo pediu um parecer sobre o voto, Costa quis falar de corrupção, em Tancos não se passou nada de relevante e os tribunais aceitam Bolonha, desde que não se aplique aos magistrados.

O poder absoluto mudou António Costa e Rui Rio?
13 de janeiroMargarida Davim

O poder absoluto mudou António Costa e Rui Rio?

Governaram em minoria antes de poder prescindir de acordos nas câmaras de Lisboa e do Porto. O estilo como autarcas pode dar pistas sobre o que farão no País.

Nas malhas, falhas, bugs e buracos do SNS24

Se alguém atender, é milagre. Se atender a máquina, para a mesma situação, o resultado é diferente. Contacto de risco? Depende. Isolamento? Depende. Declarações de isolamento online? Correm mal. Vá antes ao médico de família. Se não houver? Ao centro de saúde. Vá. Em isolamento? Pois. Diário de uns dias, cinco pessoas e uma linha telefónica.

 Há uma nova livraria que quer 'defender os livros de mulheres'
12 de janeiroSebastião Almeida

Há uma nova livraria que quer "defender os livros de mulheres"

Ainda que por agora apenas em formato digital, a Greta Livraria surge da vontade de Lorena Travassos, fotógrafa, professora e investigadora no campo da cultura visual, criar um espaço em que a visão de uma versão progressista da mulher, através da literatura escrita no feminino, é amplificada.

A guerra acabou

A pandemia da cibercriminalidade nunca irá passar. A abrangência desta crise transcende as agendas políticas e fronteiras nacionais e não faz distinção entre classes e ideologias. Não vale a pena ficar assutado, nem obsessivo com o próximo ciberataque. Para a cibersegurança a guerra já terminou, resta efetuar o backup.

As mirabolantes aventuras de José Magalhães
09 de janeiroMaria Henrique Espada

As mirabolantes aventuras de José Magalhães

Foi coronel do cacau no Brasil, andou com jagunços, fez ioga, inspirou-se nas peripécias para escrever um livro cheio de sexo tântrico, foi enganado, faliu, teve o salário parlamentar penhorado e fundos-abutre atrás dele. Andou à pancada na UEC, mentiu a Cunhal, foi deputado-estrela. Sobreviveu. Nestas eleições deixa São Bento.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana