O dilema do PS no Porto: o braço de ferro e o desempate
OntemMargarida Davim

O dilema do PS no Porto: o braço de ferro e o desempate

António Costa não quer agora o PS a discutir na praça pública nomes de candidatos autárquicos, mas nos bastidores as peças movem-se. No Porto, há uma guerra latente entre dois possíveis candidatos e uma terceira via a ganhar força.

O político que disse 'eu demito-me': Jorge Coelho (1954-2021)
07 de abrilMaria Henrique Espada

O político que disse "eu demito-me": Jorge Coelho (1954-2021)

Coelhone, bombeiro, todo-o-terreno, todo-poderoso, king-maker, o Jorge: acumulou alcunhas, poder, mas cultivou sempre a proximidade de homem do povo. Em todas as conversas dizia "o meu caro amigo". Fez de tudo: manobras de bastidores e discursos inflamados. Mas numa noite de março de 2001 demitiu-se e esse gesto definiu-lhe a carreira. Morreu esta quarta-feira.

Vítor Matos: o português que ajudou Klopp a ganhar tudo
03 de abrilPedro Ponte

Vítor Matos: o português que ajudou Klopp a ganhar tudo

Participa na organização e planeamento dos treinos com o técnico alemão – “são como uma masterclass” – e está atento aos miúdos da equipa sub-23. No Liverpool desde 2019, Vítor Matos já foi apelidado de “melhor contratação”. Esta terça-feira, dia 6, vai sofrer no banco no jogo com o Real Madrid

Livro Verde alarga teletrabalho sem acordo e inclui também o Estado
31 de marçoLusa

Livro Verde alarga teletrabalho sem acordo e inclui também o Estado

Documento que será a base para a regulamentação de novas formas de trabalho defende que a legislação deve “alargar as situações em que o trabalhador tem direito a teletrabalho independentemente de acordo com o empregador, em modalidade de teletrabalho total ou parcial”.

As ligações perigosas entre Arnaut e um empresário sérvio
31 de marçoDragana Pećo (OCCRP/KRIK)

As ligações perigosas entre Arnaut e um empresário sérvio

O escritório de José Luís Arnaut aconselhou o governo da Sérvia na concessão para expandir o aeroporto de Belgrado, que foi entregue à francesa Vinci. A empresa - dona da ANA, presidida pelo ex-ministro do PSD - comprou uma parcela de terreno a Stanko Subotic. Pouco depois, os dois homens tornaram-se sócios.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)