Notícia

Segurança

Mais de metade da população prisional não trabalha

07.08.2018 10:26 por Leonor Riso
É na prisão de Torres Novas que se verifica a maior percentagem de presos com ocupação: 91%.
Foto: Cofina Media
Foto: Cofina Media
Foto: Cofina Media

Reclusos a trabalhar

Só metade da população prisional trabalha nas cadeias portuguesas. Os dados são da Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais e revelam que entre 12.812 reclusos, mais de 6.800 não tem qualquer ocupação na prisão.

Porém, verificou-se um crescimento de 2,7% na ocupação dos reclusos, de 2016 para 2017.

Segundo o Jornal de Notícias, o maior número de presos que trabalha vive no Estabelecimento Prisional do Porto, em Custóias: são 443. Contudo, é na prisão de Torres Novas que se verifica a maior percentagem de presos com ocupação: 91%.

Entre todos os presos com ocupação, 72% dedica-se à limpeza e manutenção dos edifícios e jardins das prisões. Outros estão mais ligados à agricultura, produção animal e exploração da floresta. 83 reclusos dedicam-se à produção e venda, sobretudo de artesanato.

pub


pub
pub