Notícia

Operação Marquês

Marques Vidal: PGR "não inventa processos"

12.10.2017 16:45 por Leonor Riso
Procuradora-Geral da República afirma que acusação de Sócrates não será tratada "de forma diferente dos outros processos".
Foto: Lusa
Foto: Lusa
Foto: Lusa

Joana Marques Vidal

Joana Marques Vidal sublinha que a Operação Marquês não será "um caso tratado de forma diferente dos outros processos". Sobre o tempo de investigação, a Procuradora-Geral da República afirma que se tem que assumir que "há temáticas e investigações cuja duração exige uma complexidade das situações".

Para Marques Vidal, o tempo útil tem que ver com "a complexidade do assunto, dos factos criminosos, e procedimento previsto na lei".  "Tem a ver com os prazos processuais que estão em causa, distintos de um caso para outros", explicou.

Sobre se este processo punha à prova a Justiça portuguesa, Marques Vidal afirmou que o que o fazia era "a sua capacidade de investigação de todos os factos". "O que aprova a Justiça é responder com qualidade ao cumprimento das suas funções", defendeu.

Acerca de este caso colocar em causa um antigo primeiro-ministro, tal "já aconteceu noutros países até com Presidentes da República", minimizou.

pub

"Nós não inventamos os processos. Surgem com participações e documentos e é obrigatório iniciar investigações. Não andamos à procura nem a inventar processos", afirmou a Procuradora-Geral da República. 


pub
pub