Uber lamenta “actos de violência” dos taxistas

Lusa 29 de abril de 2016
As mais lidas

Uber Portugal anunciou que vai pedir ao Governo que garanta "a segurança de utilizadores, motoristas e público em geral"

A Uber Portugal anunciou que vai pedir ao Governo que garanta "a segurança de utilizadores, motoristas e público em geral", respeitando "o direito de qualquer grupo de se manifestar" mas lamentando "actos de violência".

"Respeitamos o direito que qualquer grupo tem de se manifestar, mas de forma pacífica e com respeito pela segurança pública. Lamentamos actos de violência como aqueles a que assistimos hoje nas ruas do Porto, e pedimos ao Governo e às autoridades que ajam para garantir a segurança de utilizadores, motoristas e do público em geral", lê-se em comunicado remetido à agência Lusa.

O protesto de hoje dos taxistas contra a empresa de transporte privado Uber originou, no Porto, vários incidentes que levaram a participações policiais devido a agressões e danos em viaturas, disse à Lusa fonte da PSP do Porto.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais