Secretária de Estado Alexandra Leitão defende legalização da eutanásia

Lusa 26 de maio de 2018
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de abril
As mais lidas

Governante frisou o respeito pelas "escolhas pessoais", através de legalização da eutanásia.

Alexandra Leitão, secretária de Estado Adjunta e da Educação, defendeu hoje o investimento em serviços de qualidade, "na saúde e na educação" e o respeito pelas "escolhas pessoais", através de legalização da eutanásia.

Alexandra Leitão, militante há 20 anos e que vai entrar no Secretariado Nacional, afirmou aos delegados do 22.º congresso na Batalha (Leiria) que a educação não pode ser vista "como um bem transacionável numa lógica de mercado".

Há que respeitar, afirmou ainda a secretária de Estado, a valorização das pessoas.

O Estado deve investir na valorização das pessoas, "através da igualdade de oportunidade na educação, no trabalho e na formação ao longo da vida", disse.

"Valorizar as pessoas implica respeitar as suas escolhas pessoais, por exemplo, legalizando a eutanásia", disse, a três dias da votação de quatro projectos de lei para a despenalização da eutanásia, do PAN, BE, PS e PEV.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais