Procurador condenado por corrupção quer regressar à magistratura

Orlando Figueira quer regressar à magistratura
António José Vilela 31 de janeiro de 2019

Orlando Figueira estava em licença sem vencimento de longa duração, foi condenado pelo tribunal pelo crime de corrupção, mas diz que quer de novo o lugar de procurador.

Em dezembro passado, Orlando Figueira foi condenado na Operação Fizz a seis anos e oito meses de prisão por crimes de corrupção passiva, falsificação, branqueamento de capitais. Foi também proibido de regressar à magistratura durante cinco anos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais