O cavaleiro da GNR que vai competir de mota no Dakar

O cavaleiro da GNR que vai competir de mota no Dakar
Diogo Camilo 19 de dezembro de 2018

António Maio é comandante do 3.º Esquadrão a Cavalo da GNR e tetracampeão nacional de todo-o-terreno em motas. Em Janeiro de 2019, fará a sua estreia na mais longa e dura prova de ralis do mundo, o Dakar.

"Só no dia 6 de Janeiro é que vou cair em mim e perceber que estou no Dakar", relata António Maio. Nesse mês, trocará as paradas de cavalos da GNR pela mota da Yamaha e as areias do deserto no Peru. Maio é piloto e comandante da GNR responsável por paradas a cavalo e escolheu o Picadeiro Castiço do regimento de Cavalaria para anunciar aquela que será a sua estreia na mais longa e dura prova de rali do mundo.

O também tetracampeão nacional de todo-o-terreno juntou "camaradas" da GNR – como gosta de os chamar – e amigos das motas ao lado da sua outra paixão, os cavalos. Por cima da areia do picadeiro, Maio desfilou com Hortense, uma égua de olhos azuis, à volta da WR450F Rally com que vai correr a edição de 2019 do Dakar.

À SÁBADO, o capitão Maio afirma que "o sonho do Dakar já vem de há muitos anos" e que o "bichinho" é de família. "O meu pai foi o grande impulsionador desta paixão. Desde sempre me incentivou a andar de mota, desde pequenino. Ele nunca teve nenhum historial de motas nem foi piloto mas começou a mostrar-me algumas provas."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais