Nélson Évora: naturalização de Pichardo é um "ataque pessoal" do Benfica

Nélson Évora: naturalização de Pichardo é um 'ataque pessoal' do Benfica
Alexandre R. Malhado 04 de janeiro de 2019

O saltador do triplo salto assegura que os encarnados foram "negligentes" com ele e "deram a volta ao mundo para fazer esta borrada".

Nélson Évora criticou a naturalização do cubano Pedro Pablo Pichardo e diz que este rápido processo o Benfica teve o "objectivo de ataque pessoal".

"Foi feito por questões clubísticas e com o objectivo de ataque pessoal quando não houve nenhuma má intenção da minha parte na mudança de um clube para o outro. Foi o próprio clube que foi negligente com a minha pessoa. Não sei porque é que deram a volta ao mundo para fazer esta borrada", disse, em entrevista ao Jornal do Sporting.

Apesar de admitir que "todos têm o direito de mudar de nacionalidade", o atleta do triplo salto do Sporting diz que ninguém tem "o direito de passar por cima de muitas coisas, de uma história", recordando o seu próprio processo. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais