Ministério Público avança com novas suspeitas contra Manuel Pinho

Ministério Público avança com novas suspeitas contra Manuel Pinho
Carlos Rodrigues Lima 14 de junho de 2018

Classificação como PIN da Herdade da Comporta e da Plataforma Logística do Poceirão, onde o Grupo Espírito Santo tinha interesse directo, vão ser visto à lupa. Governo cedeu actas do Conselho de Ministros sobre a EDP


Os chamados Projectos de Interesse Nacional (PIN) aprovados por Manuel Pinho e pelo governo de José Sócrates nos quais o Grupo Espírito Santo tenha tido um interesse directo são o próximo passo da investigação do chamado "caso EDP". Segundo informações recolhidas pela SÁBADO, depois de se saber que Pinho recebeu mensalmente cerca de 15 mil euros do GES, os procuradores do Departamento Central de Investigação e Acção Penal vão escrutinar casos como o da Herdade da Comporta, cujo PIN foi aprovado por Manuel Pinho, e a Plataforma Logística do Poceirão, em cujo consórcio o GES entrou através da Espírito Santo Properties-

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais