Marcelo dá aula a negacionista da Covid-19 que não usa máscara

Marcelo dá aula a negacionista da Covid-19 que não usa máscara
Diogo Barreto 17 de outubro de 2020

O Presidente foi confrontado com negacionistas que afirmam que a pandemia foi criada por cinco famílias capitalistas que dominam o mundo ocidental (e a China) e que acham que a Covid-19 matou "cinco pessoas". No fim disseram que falar com o Presidente era "falar para a parede.”

O Presidente da República esteve esta sexta-feira num jantar com os presidentes das Câmaras Municipais do Algarve num restaurante em Vila do Bispo. O que não devia estar à espera era de retirar trinta minutos desse jantar para dar resposta a negacionistas da Covid-19 e que asseguram que a China é controlada pelos interesses financeiros de cinco famílias capitalistas. O Presidente reencontrou um antigo aluno que o acusou de promulgar documentos anti-constitucionais e que até pediu que o antigo professor universitário perdesse o título de doutor em Direito e decidiu voltar a dar uma aula.

Quando Marcelo abandonou o restaurante deparou-se com quatro cidadãos, entre eles duas mulheres estrangeiras e um antigo aluno, que não envergavam máscaras e que disseram que esperavam por uma audiência com o Presidente desde as dez da manhã. Sem cumprirem o distanciamento físico que é recomendado (dois metros, menos ao ar livre, como aconteceu) e também sem máscaras de proteção individual - o Presidente manteve-a colocada -, expuseram as suas questões e teorias sobre o mundo e a "mentira" que é a Covid-19. Atrás de si, tinham uma claque de alguns negacionistas e teóricos que foram debitando alguns bitaites, incluindo, dizendo que Marcelo se estava a "armar em parvo". 

O jurista que interpelou mais vezes o Presidente lembrou ao Presidente que existe um grupo auto-intitulado Médicos pela Verdade em Portugal que estão a "demonstrar a fraude" que é a pandemia que já matou mais de um milhão de pessoas no mundo inteiro e infetou 40 milhões de pessoas. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais