João Araújo deixou de ser advogado de Sócrates por divergências estratégicas

Record 28 de abril de 2018

João Araújo defendia um caminho diferente daquele que José Sócrates achava ser o mais correcto, tendo decidido não fazer cedências: "Se entendo que um caminho é o devido, qualquer outro é indevido."

Por Record

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais