Hospital sem abrir há um ano mobiliza autarcas

Rui Avelar 14 de junho de 2020

"União de esforços" foi divulgada, este domingo, pela Fundação ADFP, proprietária do equipamento cuja falta de funcionamento se deve à inexistência de um acordo de cooperação entre a instituição sem fins lucrativos e a Administração Regional de Saúde do Centro.

Reclamar a abertura do Hospital Compaixão, em Miranda do Corvo, por inaugurar há um ano, vai ser objecto de iniciativas das quatro juntas das freguesias do Município (três delas afectas ao PS).

A "união de esforços" foi divulgada, este domingo, pela Fundação ADFP, proprietária do equipamento cuja falta de funcionamento se deve à inexistência de um acordo de cooperação entre a instituição sem fins lucrativos e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

Segundo a ADFP, representantes das quatro autarquias visitaram a unidade hospitalar e "foi unânime o sentimento que a situação não se pode manter", sendo a abertura "muito importante para a qualidade de vida das pessoas" daquela região. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais