Hard Club do Porto põe em quarentena colaboradores em contacto com DJ infetado com novo coronavírus

Lusa 10 de março de 2020
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 17 a 23 de junho
As mais lidas

Apesar desta situação, o Hard Club garantiu que vai manter o agendamento normal dos concertos, até indicações em contrário, seja por parte da própria DGS, promotores, bandas e/ou outras entidades.

O Hard Club do Porto revelou, esta quarta-feira, ter colocado em quarentena todos os colaboradores que, na passada sexta-feira, estiveram em contacto direto com um DJ que atuou naquele espaço e que está infetado com a doença Covid-19, anunciou esta terça-feira.

Hard Club do Porto
Hard Club do Porto Direitos Reservados

Numa publicação na sua página oficial de Facebook, aquele espaço revelou que também procedeu às limpezas das áreas ocupadas pelo referido DJ, nomeadamente palco e 'backstage', "com o rigor previsto pela Direção-Geral de Saúde (DGS)".

A delegada de Saúde do Norte pediu hoje a todos os que estiveram num evento na sexta-feira no Hard Club com um participante infetado com o novo coronavírus, que fiquem em isolamento social e contactem as autoridades.

Os contactos devem ser feitos para os números 220411170 ou 220411171.

Apesar desta situação, o Hard Club garantiu que vai manter o agendamento normal dos concertos, até indicações em contrário, seja por parte da própria DGS, promotores, bandas e/ou outras entidades.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.000 mortos.

Cerca de 114 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 63 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 463 mortos e mais de 9.100 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia.

A quarentena imposta pelo governo italiano ao Norte do País foi alargada a toda a Itália.

O Governo português decidiu suspender todos os voos com destino ou origem nas zonas mais afetadas em Itália, recomendando também a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de 5.000 pessoas.

A China registou segunda-feira mais uma queda no número de novos casos de infeção, 19, face a 40 no dia anterior, somando agora um total de 80.754 infetados e 3.136 mortos, na China Continental.

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS comunicou também que em Portugal se atingiu um total de 375 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.

Face ao aumento de casos, o Governo ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais na região Norte, até agora a mais afetada.

Foram também encerrados alguns estabelecimentos de ensino, sobretudo no Norte do País, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas.

Os residentes nos concelhos de Felgueiras e Lousada, no distrito do Porto, foram aconselhados a evitar deslocações desnecessárias.

SVF //

Lusa/Fim

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais