GNR detém dois homens e desmantela plantação de canábis em Sines

Lusa 09 de julho de 2020
As mais lidas

Na operação, foram apreendidos 29 plantas de canábis e material diverso utilizado para o cultivo e manutenção da estufa, como lâmpadas, termómetro, ventilador e uma ventoinha.

A GNR anunciou hoje ter desmantelado uma estufa de plantação de canábis e detido dois homens, de 48 e 57 anos, pelo crime de tráfico de droga, em Sines, no distrito de Setúbal.

Em comunicado, o Comando Territorial de Setúbal da GNR refere que, "na sequência de uma ocorrência de violência doméstica", os militares da GNR deslocaram-se na quarta-feira ao local, onde foi detetada uma plantação de canábis num armazém, localizado na Zona Industrial e Ligeira (ZIL) de Sines.

"Os militares da GNR aperceberam-se que o senhorio da residência, onde se passou a ocorrência [de violência doméstica], seria o proprietário de um armazém naquele local e que teria uma plantação de canábis", explicou a força de segurança.

Durante as diligências policiais, os militares conseguiram recolher informação "que culminou com a realização de uma busca ao armazém" onde foi identificada a estufa de plantação de canábis.

Na operação, foram apreendidos 29 plantas de canábis e material diverso utilizado para o cultivo e manutenção da estufa, como lâmpadas, termómetro, ventilador e uma ventoinha.

A GNR apurou que os dois suspeitos, incluindo o senhorio, se "dedicavam ao tráfico de estupefacientes, mantendo em produção a estufa de canábis para comercializar naquela zona".

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Santiago do Cacém.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais