Galamba contratou um especialista de 23 anos (e da JS)

Galamba contratou um especialista de 23 anos (e da JS)
Maria Henrique Espada 25 de novembro de 2021

Luís Lopes foi o candidato socialista em Sernancelhe, mas perdeu. Foi nomeado para exercer funções no gabinete secretário de Estado Adjunto e da Energia oito dias depois das autárquicas.

O secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, nomeou para técnico especialista do seu gabinete o jovem Luís Lopes, de 23 anos, com efeito a partir de 4 de outubro. A nomeação ainda não consta do site em que o Governo divulga as nomeações, mas foi publicada em Diário da República dia 12.

Mas quem é Luís Lopes? O currículo no decreto de nomeação é vago: é "gestor" (é licenciado e mestre em Gestão e, tendo iniciado o curso em 2016 presume-se que tenha terminado o percurso académico em 2021),"tendo prestado serviços em empresas portuguesas e no Parlamento Europeu" (PE). Não especifica que serviços, que empresas, ou por quanto tempo. O recém-formado terá um salário de 2.201 euros.

Mas Luís Lopes é também militante da JS de Viseu, onde nasceu, embora a família tenha ligações a Trancoso. Uma fonte política local explica assim a sua candidatura autárquica a Sernancelhe: "O PS pura e simplesmente não tinha candidato nem a Tabuaço, nem a Sernancelhe, teve de se ir à procura." Em Tabuaço, avançou Carlos Portugal, em Sernancelhe, Luís Lopes - que é enteado de Carlos Portugal, ex-enfermeiro diretor do Centro Hospitalar Tondela-Viseu e ligado ao PS distrital. Em Sernancelhe, o PSD bateu o recorde nacional do partido, com 81,89% dos votos, e Luís Lopes obteve 9,3%.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais