Empregado do Ocean Club denunciava hábitos dos McCann a suspeito do rapto de Maddie

Empregado do Ocean Club denunciava hábitos dos McCann a suspeito do rapto de Maddie
SÁBADO 07 de junho de 2020

PJ e polícia alemã identificam funcionário que contou a Brueckner que casais ingleses deixavam bens valiosos nas casas. O objetivo do suspeito seria fazer um assalto, mas viu as crianças e decidiu levar a mais velha.

O número de telemóvel de Christian Brueckner existe no processo desde 2007. É um dos aparelhos que foram acionados nas imediações do aldeamento de onde desapareceu Maddie, mas só depois de Brueckner ter contado a um amigo alemão que sabia o que tinha acontecido à menina inglesa é que a PJ conseguiu fazer a ligação do contacto. Um antigo funcionário do Ocean Club, na praia da Luz, em Lagos, tinha-o na sua agenda pessoal e revelou a quem pertencia: a um alemão de 30 anos, que morava perto e que não tinha uma profissão conhecida.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais