Conselho Deontológico: Interrogatórios na TV são de "relevante interesse público"

A presidente, São José Almeida, defende a divulgação das imagens dos interrogatórios do processo Marquês e enfatiza o dever de informar.


A polémica começou com a divulgação das imagens dos interrogatórios a José Sócrates no âmbito do processo Marquês, primeiro pela SIC e depois pela CMTV. São José Almeida, presidente do Conselho Deontológico (CD) do Sindicato dos Jornalistas, conta ao jornal Público (em que também é jornalista) que as reportagens são "legítimas" e que estas constituem um assunto de "interesse público". 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais