Conferência de Nogueira Pinto foi apenas "adiada"

Cátia Andrea Costa 08 de março de 2017

Universidade Nova de Lisboa diz que a conferência "foi adiada" e não cancelada, para que o tema proposto possa ser discutido "de forma alargada e objectiva num clima sereno".

A reitoria da Universidade Nova de Lisboa rejeita que a liberdade de expressão esteja em causa na instituição, depois do cancelamento de uma conferência com o politólogo Jaime Nogueira Pinto por deliberação duma associação de estudantes.

Num comunicado sumário, a reitoria da universidade garante a continuação da "cultura de liberdade de expressão" e afirma que a conferência, que estava agendada para terça-feira na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, "foi adiada" para que o tema proposto possa ser discutido "de forma alargada e objectiva num clima sereno".

A instituição espera por "condições de completa abertura e diálogo plural", emitindo o comunicado horas depois de o Presidente da República ter dito publicamente que esperava esclarecimentos sobre o cancelamento, que considerou uma decisão absurda e incompreensível.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais