Caso do bebé encontrado no lixo: Advogada quer mãe numa instituição de solidariedade

Caso do bebé encontrado no lixo: Advogada quer mãe numa instituição de solidariedade
Diogo Camilo 21 de novembro de 2019

A defesa de Sara Furtado, a jovem cabo-verdiana sem-abrigo que abandonou um recém-nascido num ecoponto em Lisboa, pediu que esta saia da cadeia de Tires e passe a cumprir prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

A advogada de Sara Furtado, a sem-abrigo que abandonou o seu recém-nascido num ecoponto em Lisboa no início do mês, vai interpor um recurso da medida de prisão preventiva decretada pelo tribunal de instrução criminal, avança o Público.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais