Benfica: Bilhetes e "futeboladas" para juízes

Benfica: Bilhetes e 'futeboladas' para juízes
Carlos Rodrigues Lima 03 de fevereiro de 2020

Ana Gomes referiu-se a uma lista com nomes de juízes que recebiam convites do Benfica. A lista existe e também há pedidos para magistrados judiciais do Supremo darem "uns chutos na bola" num pavilhão dos encarnados


A lista referida por Ana Gomes existe e consta do vasto acervo de emails do SL Benfica revelados, nos últimos anos, por Rui Pinto através do blogue "mercado de benfica": há nomes e moradas pessoais e profissionais de juízes conselheiros (Supremo), desembargadores (Relação) e de primeira instância para quem seriam enviados convites para assistir aos jogos de futebol. A existência do documento, de facto, nunca foi desmentido e, em 2018, o Conselho Superior da Magistratura não respondeu a pedidos de esclarecimento da SÁBADO. As relações entre magistrados e os encarnados ultrapassam , porém, as simples ofertas de bilhetes.

"Esta semana dei-me conta de um caso que toda a gente aí discutiu. Um caso de um juiz que pediu escusa por ser sócio de um clube de futebol e não foi aceite essa escusa, o que é estranho. É estranho quando circula por aí, por exemplo, uma lista, que até hoje não vi ser desmentida por ninguém, de 44 juízes portugueses que recebiam bilhetes grátis do Benfica. Grátis, entre aspas", declarou Ana Gomes, no habitual espaço de comentário na SIC/Notícias.

Segundo a antiga eurodeputada nessa lista consta "um membro do atual governo que até fez parte de um coletivo, que determinou a prisão preventiva de Rui Pinto" mas também terá "o próprio presidente do supremo Tribunal de justiça, que é também presidente do conselho superior da magistratura. Isto é, o órgão que promove os juízes".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais