Associação Académica de Coimbra "veta" André Ventura

Rui Avelar 17 de dezembro de 2020

A Magna entendeu "excluir o candidato André Ventura de qualquer convite, ato político ou público até às eleições presidenciais".


A exclusão do candidato presidencial André Ventura de qualquer ato público com a chancela da Associação Académica de Coimbra (AAC) e a pretensão de ver um jovem com assento no Conselho de Estado são duas das medidas aprovadas, esta quarta-feira, pela Assembleia Magna dos estudantes da mais antiga universidade portuguesa.

Segundo o secretariado da Direcção-Geral da AAC, a Magna entendeu "excluir o candidato André Ventura de qualquer convite, ato político ou público até às eleições presidenciais".

Para o novo presidente da AAC, João Assunção, "a Academia de Coimbra não quer dialogar com quem se apresenta como opositor claro dos valores democráticos (…), pelos quais a instituição tanto lutou (…) ao longo dos seus 133 anos de História".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais