Notícia

Eleições Autárquicas 2017

Rui Moreira aguarda pela maioria absoluta

01.10.2017 20:38 por Filipa Teixeira
Candidato apoiado pelo PSD recolhe entre 8% a 10% dos votos, perdendo assim dois vereadores em relação aos resultados de 2013. Manuel Pizarro surge em segundo lugar
Foto: Sábado
Foto: Lusa
Foto: MANUEL ARAÚJO/LUSA

Rui Moreira
Foi com gritos de euforia e agitadas bandeiras azul-turquesa em punho que os apoiantes da candidatura Rui Moreira, Porto, O Nosso Partido celebraram os primeiros resultados projectados pela RTP – Universidade Católica, mal o relógio bateu as 20h. Apesar das sondagens apontarem para uma possível maioria absoluta, com uma votação situada entre os 43% e os 48% (6 a 8 vereadores) Nuno Santos, drector de campanha de Rui Moreira, é cauteloso na avaliação destes primeiros sinais, deixando as considerações de vitória guardadas para o discurso que Rui Moreira fará às 21h, aqui na sede de campanha. Nuno Santos realça também a satisfação perante o decréscimo dos números da abstenção, "um objectivo pelo qual esta candidatura batalhou".

A maior descida da noite face aos resultados de 2013 pertence à candidatura Porto Autêntico, encabeçada por Álvaro Almeida. O candidato apoiado pelo PSD recolhe entre 8% a 10% dos votos, perdendo assim dois vereadores em relação aos resultados de 2013 – na altura Luís Filipe Menezes teve 21,06% dos votos e garantiu três vereados laranjas para o executivo camarário.

Já Manuel Pizarro (28% - 31%) conseguiu alcançar um resultado melhor em relação às últimas eleições, podendo mesmo a vir eleger 5 vereadores. Um dado positivo para a candidatura socialista, mas que tem um sabor agridoce, face à já confirmada derrota nas eleições.

As maiores incógnitas da noite encontram-se à esquerda, com Bloco de Esquerda e CDU na expectativa de saber se conseguirão ou não eleger um vereador cada. No que diz respeito ao BE (5% - 7%), se a eleição de João Teixeira Lopes se confirmar, será a primeira vez que o partido terá representação no executivo camarário do Porto. Já Ilda Figueiredo (6% - 8%), da CDU, não conseguiu ir muito além dos resultados de 2013, bastando então saber se manterá o vereador que actualmente tem na Câmara.
pub


pub
pub