Notícia

Portugal

Incêndios: Governo paga mais do dobro por três Kamov

12.09.2018 12:23 por Mariana Branco
O Estado português alugou os três helicópteros à Heliportugal por 3,6 milhões de euros, valor que comprova que são pagos cerca de 12 mil euros por cada hora de voo – mais do dobro do que estava redigido no anterior contrato.
Foto: Rui Minderico
Foto: Ricardo Almeida/Correio da Manhã
Foto: Cofina Media
Foto: Getty Images

O Estado português contratou, novamente, uma empresa com a qual teve um desentendimento no passado para combater os incêndios. Segundo a reportagem da TVI, emitida na noite de terça-feira, em causa está um contrato para o aluguer de três helicópteros Kamov, por ajuste directo e pelo dobro do valor do contrato anterior.

O Governo alugou os três Kamov à Heliportugal – empresa que tinha já tido um contrato com o Estado e que actualmente está em tribunal por terem sido detectadas irregularidades – para combater os fogos deste ano. Foram pagos pelo Governo 3,6 milhões de euros, valor que comprova que são pagos cerca de 12 mil euros por cada hora de voo – mais do dobro do que estava redigido no anterior contrato com a Everjets (5000€/hora), denunciado em Maio.

O Governo recorreu assim à mesma empresa com a qual tinha celebrado um contrato em 2007m denunciado pelo Estado em 2014 – que alegava incumprimento da Heliportugal. Nesses Kamov foram ainda encontradas mais de 200 irregularidades, como danos em peças estruturais ou reparações realizadas com paus e arames, revelou a TVI.

Para não revelar os relatórios operacionais que atestam a aeronavegabilidade dos helicópteros, a Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) alegou a lei de protecção de dados.



pub


pub
pub