Notícia

Portugal

Fundação Mário Soares passará por reestruturação

07.01.2018 12:37 por Leonor Riso
Administrador assume que Fundação não necessita de se dedicar a tantas coisas.
Foto: Rodrigo Cabrita/Anadolu Agency/Getty Images
Foto: Rodrigo Cabrita/Anadolu Agency/Getty Images
Foto: Rodrigo Cabrita/Anadolu Agency/Getty Images
Foto: Rodrigo Cabrita/Anadolu Agency/Getty Images
Foto: Getty Images

Mário Soares

A Fundação Mário Soares, criada pelo antigo presidente que lhe dá o nome, prepara-se para atravessar uma reestruturação. Ao Diário de Notícias, o administrador Carlos Monjardino admite que, um ano depois da morte de Mário Soares, "as coisas não são tão fáceis", mas afasta o cenário de fecho.

Monjardino pretende "iniciar uma reestruturação" na Fundação criada em Setembro de 1991, e cujo conselho de administração reúne na próxima semana. Os novos órgãos sociais serão eleitos através do Conselho Geral e no final de Fevereiro, e a mudança deverá concluir-se. Isabel Soares, filha de Mário Soares, é agora a presidente interina do conselho de administração.

O também administrador da Fundação Oriente, Carlos Monjardino, defende que "a Fundação [Mário Soares] não tem de fazer tantas coisas". Uma das propostas é a transferência de espólios para a Torre do Tombo.

Segundo o Diário de Notícias, ao longo dos anos a Fundação Mário Soares tem registado uma perda de mecenas e de receita. Entre 2014 e 2015, perdeu quase 150 mil euros em subsídios à exploração. Em 2016, o resultado líquido é negativo, em menos 283 mil euros.

pub
Mas Monjardino afasta a possibilidade de fecho. "Estamos todos a fazer um esforço para que funcione", sublinha ao DN. "Temos de tratar como deve ser aquilo que Mário Soares deixou de seu."


pub
pub