Página em branco.

01-07-2020 Não pensei ao longo dos últimos dias sobre o que havia de escrever. Limitei-me a abrir uma página em branco e deixar que fosse ela a dizer-me o que escrever.

Nulidades desoladoras

01-07-2020 Não é novidade significativa dizer que a ideologia previamente aceite por João Miguel Tavares e Alberto Gonçalves está na origem da inconsistência das suas opiniões.

A sétima onda do terrorismo

30-06-2020 O terrorismo é inútil e raramente alcança os objetivos que, ocasionalmente, consegue traçar.

A táctica do quadrado

30-06-2020 Com a subtileza de um pão-de-ló de Alfeizerão, António Costa desconfinou temporariamente a inteligência para considerar o ceptro dos estalajadeiros-mor da UEFA como “um prémio aos profissionais de saúde”.

Guerra no teto do mundo

27-06-2020 Não é um romance de antecipação de Júlio Verne, nem uma nota de rodapé sobre conflitos míticos ou imemoriais. Trata-se do conflito mais perigoso para a chamada “paz mundial”.

A pandemia numa frase

27-06-2020 A receita é simples. Festa ilegal, multas pesadas sobre os organizadores e depois identificação e multas sobre os participantes. Não têm dinheiro para pagar logo? Guardem-se os telemóveis como penhor.

A lei e a desordem

27-06-2020 Com o País fechado, era ver os nossos sobas a abrir excepções ideologicamente convenientes. O 1º de Maio foi a primeira manifestação de que havia filhos e enteados. Outras se seguiram.

O regresso a casa

26-06-2020 Dedicada a desinfetar maçanetas, eu não dera pelo silêncio da vizinha. Um dia percebi que não estava. Temi (já são 200 anos), mas torci para que um dos filhos a tivesse levado para a esconder do vírus.

A culpa é do povo

26-06-2020 O momento em que um político começa a acreditar na sua própria propaganda é geralmente um ponto sem retorno. Em Portugal, parece que o atingimos na última quarta-feira.

Há vírus para além da covid-19

25-06-2020 O Governo quer Centeno no Banco de Portugal, a ministra da Justiça nomeou um juiz condenado por ser moço de recados do PS, o MP acha que Mexia vai cortar a luz às testemunhas do processo. Eis o desconfinamento à portuguesa.
Veja mais