O básico dos básicos: a t-shirt branca e o seu (enorme) impacto ambiental
Paula Cordeiro
03 de março de 2020

O básico dos básicos: a t-shirt branca e o seu (enorme) impacto ambiental

A quantidade de roupa que cada pessoa compra tem aumentado ao longo dos anos. Em 2017 as estimativas indicavam que, a cada segundo, a quantidade de desperdício têxtil que era incinerado era equivalente a um camião de lixo.

Branca. Com manga curta, agora manga cava. Cava larga, Cava estreita. Manga a três quartos ou manga curta larga, sem manga ou manga comprida. O princípio é sempre o mesmo mas a moda está sempre a mudar e o que vale hoje não pode ser válido amanhã. O negócio precisa renovar-se a cada dia, dependendo da renovação do guarda-roupa que temos em casa. As notícias, a publicidade e as imagens com as quais nos cruzamos nos media sociais, mostram-nos o que está a dar e suscitam a ideia de que precisamos acompanhar as tendências para sermos bonitas. Ou bonitos porque hoje, no que à moda e ao consumo diz respeito, não há distinção de género. São as mulheres quem mais consome ou toma decisões de consumo mas eles compram cada vez mais e perdem a vergonha em mostrar vaidade com a sua aparência.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais