Cansaço crónico: prescrição de exercício físico?
Vasco Costa Médico no Centro de Inovação Médica
08 de janeiro de 2017

Cansaço crónico: prescrição de exercício físico?

São conhecidos os benefícios directos do exercício físico no sistema cardiovascular e pulmonar, já que diminuem e, ou, controlam os factores de risco cardiovasculares tais como a diabetes, hipertensão, obesidade e dislipidemia

As vantagens do exercício físico, são sobejamente conhecidas1. São conhecidos os benefícios directos no sistema cardiovascular e pulmonar, já que diminuem e, ou, controlam os factores de risco cardiovasculares tais como a diabetes, hipertensão, obesidade e dislipidemia. Para além de ser um importante "aliado" no combate ás doenças do sistema cardiovascular, reconhece-se, também, reais benefícios na redução da incidência de determinadas doenças neoplásicas tais como o cancro do cólon e da mama.  Por outro lado, quem nunca sentiu a "ajuda" do exercício no controlo da ansiedade e da depressão? Começa a ser um (bom) habito chegar a casa, depois de um longo dia de trabalho, calçar uns ténis e sair em busca do "alivio" que um bom running nos pode proporcionar.

 

Como se não bastasse, sabe-se, hoje, que para além de todos estes benefícios, o exercício físico prescrito pode ser um remédio para o síndrome de fadiga crónica. O Síndrome da Fadiga Crónica é caracterizada por fadiga persistente acompanhada de sintomas como dor músculo-esquelética, dificuldade de concentração, perda de memória a curto prazo, perturbação do sono e cefaleias. Para além das limitações causadas pelos sintomas, acresce a incompreensão dos familiares, amigos e até de alguns profissionais de saúde, causando ainda mais sofrimento no indivíduo. Actualmente ainda não se conhecem as causas por detrás deste síndrome. Quando comparado com outros tipos de tratamentos mais convencionais, incluindo o tratamento farmacológico, técnicas de relaxamento, tratamento cognitivo-comportamental e PACING-actividade física determinada pelo próprio doente, demonstrou ter vantagem sobre todos estes tratamentos2. É, por isso, um bom método para conquistar benefícios a longo prazo, diminuindo a fadiga central e aumentando o bem estar do doente.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais