Branca de Neve e os dois anões
João Pereira Coutinho Politólogo, escritor
27 de julho de 2019

Branca de Neve e os dois anões

Vejo aqui o início de um guião para a noite eleitoral: aconteça o que acontecer, a culpa será sempre dos portugueses, não de Rui Rio, que pacientemente os esperou ao centro.

O AGENTE SECRETO MAIS FAMOSO DO MUNDO vai mudar de sexo. Quando ouvi a notícia, encolhi os ombros e soltei um "é inevitável". Na minha cabeça, a próxima história da saga 007 teria um James Bond arrependido por toda a "masculinidade tóxica" que espalhou em 24 filmes – e a oferecer a própria genitália a título de indemnização.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais