A Presunção de Inocência e a Santinha da Ladeira
A Porteira
12 de outubro de 2017

A Presunção de Inocência e a Santinha da Ladeira

"Ora, o mesmo se passa com o Engenheiro. Enquanto aquilo não julgar em transístor, é como se nada se tivesse passado. Mesmo que entre por os olhos a dentro! Assim é que é um estado direito! E a gente não queremos cá estados que não sejam direitos!"

E prontos, lá aconteceu aquilo que os portugueses andavam todos à espera há um ror de tempo!

Não, ainda não foi desta que a Irmã Lúcia foi feita santinha. O que é uma vergonha, diga-se já, que até os primos já são. E ela também devia de ser, nem que fosse, olha, por ser da família. Mas prontos, Nossa Senhora é que sabe e eu respeito muito essas coisas.

E o que eu também respeito muito é a presunção da inocência. Que é uma coisa que há e que é muito importante. É como o respeito.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Tópicos A Porteira
Opinião Ver mais