Semáforos ao sol
Pedro Marta Santos
26 de maio de 2020

Semáforos ao sol

Caso um concessionário cometa três infrações seguidas, as autoridades reservam-se o direito de soltar José Sócrates em equipamento de jogging na praia

Após conselho de ministros presidido por um frasco de gel higienizante, foram anunciadas as regras de frequência das praias na época balnear que começará a 6 de Junho. São elas:
Utilização do areal
Selo obrigatório clean and safe na testa de cada banhista; distanciamento físico de 2,5 Andrés Ventura entre utentes; afastamento Marcelo-Centeno entre chapéus de sol; são interditas as atividades desportivas com duas ou mais pessoas (excepto pedalar gaivotas da Festa do Avante! e jogar ao Mata-a-Covid); a distância aconselhada entre genros e sogras é de 20 espreguiçadeiras.

Toldos, colmos e barracas
Em regra, cada pessoa ou grupo só poderá alugar toldos entre as 2h e as 2h45 da manhã; máximo de 5 ciganos por colmo e limite de 1 Joacine e 4 Rui Tavares (ou dois pangolins) por barraca; possível alargamento excepcional da área para gestores premiados do Novo Banco ou para a Dona Dolores.

Estado de ocupação
Parcelas para espectadores da Eurovisão delineadas por cordas de várias cores; miúdos com menos de 5 anos e dirigentes da Fenprof serão separados por traços de giz no chão das esplanadas; a Comissão Europeia coordenará qualquer abertura de fronteiras entre triquínis e calções de banho.
Entre as 18h e as 18h10 será permitida a prática de exercício físico individual (incluindo nadar) sob supervisão de tropas especiais e polícia de choque; a respiração boca-a-boca por nadadores-salvadores a afogados será punida com 25 anos de prisão ou três horas de grelha da TVI (a não ser que o banhista já se encontre morto e devidamente desinfectado).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais