A nossa natureza: obedecer
Pedro Marta Santos
16 de junho de 2020

A nossa natureza: obedecer

A facilidade com que estamos dispostos a cumprir ordens de uma figura de autoridade, mesmo que essas ordens contrariem a nossa consciência, já foi suficientemente confirmada pela História. É nessa macieza que Orbán, Bolsonaro ou Trump sustentam o seu poder.

Na Hungria, Polónia, Brasil, Estados Unidos, continuamos a ficar surpreendidos com o avanço do espectro totalitário após as conquistas democráticas e liberais das últimas décadas. A linha entre democracia e fascismo é finíssima, e esquecemo-nos demasiadas vezes de que a nossa mais persistente natureza é obedecer.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais