Nelson Mandela era racista?

20-06-2020 Não é possível aplicar os valores do nosso tempo a realidades passadas; e, com excepções radicais, não é possível reduzir nenhuma vida a um único pecado capital. Se isso fosse possível, ou até aconselhável, não sobreviveria ninguém para contar

O medo nosso de cada dia

13-06-2020 Em 1918 e 1919, a impropriamente designada “gripe espanhola” terá ceifado 40 milhões de vidas. Como explicar, então, que as sociedades modernas estejam a tremer de medo com o inominável bicho?

Pobres e agradecidos

06-06-2020 Um dia, em Washington, apanhei um táxi. O motorista perguntou-me de onde vinha. Quando respondi, ele fez outra pergunta: “Conhece a Ana Gomes?” Pediu-me que, quando a voltasse a ver, lhe agradecesse todo o apoio que ela deu aos etíopes na luta contra a ditadura

Vícios de forma

30-05-2020 Uma democracia saudável encara o Estado social e a caridade humanitária como complementares. Mas Portugal não é uma democracia saudável; é um pátio de selvagens onde quem se mete com o Estado leva

Filmes de terror

23-05-2020 Uma pessoa pergunta: será que o dr. António Costa costuma falar com o pessoal da DGS? Ou o contacto que ele tem com a dra. Graça Freitas é bastante semelhante à relação de proximidade que manteve com o dr. Centeno no caso da transferência para o Novo Banco?

A vida inteira

16-05-2020 Quero o velho passado e não aceito menos do que o velho passado. Mas para isso não basta vencer o vírus. É preciso vencer os vírus que o vírus trouxe: estes seres igualmente microscópicos e daninhos que vão destruindo e parasitando o nosso imaginário

Falar pró boneco

09-05-2020 Quando Donald Trump aconselha os americanos a injectarem lixívia para derrotarem o bicharoco, estamos na presença do maior criminoso da história desde Átila, o Huno. Mas se o mesmo Átila telefona a Marcelo para celebrar com ele o nosso sucesso na luta contra o bicharoco, não há patriota que resista

Calamidades

02-05-2020 Para os verdadeiros democratas, o 25 de Abril é um dia “inteiro e limpo”. Para os camaradas, é o princípio de uma derrota. Vê-los, hoje, como donos da data e avaliadores da pureza democrática alheia até seria cómico se não fosse tão pornográfico

Milagres nacionais

25-04-2020 Em países que rondam os 10 milhões de habitantes, só perdemos para a Bélgica e para a Suécia, ou seja, perdemos para um caso terminal de incompetência e para um país que optou, veremos se acertadamente, por não impor nenhum confinamento às massas

A vida em suspenso

18-04-2020 Com um mês de cativeiro, e com a possibilidade de termos mais umas semanas na mesma situação, é hora de perguntar ao Governo o que fez ele com o sacrifício dos portugueses. Sobretudo quando, nos esforços da sua exclusiva lavra, o registo não é famoso
Veja mais