Falar pró boneco

09-05-2020 Quando Donald Trump aconselha os americanos a injectarem lixívia para derrotarem o bicharoco, estamos na presença do maior criminoso da história desde Átila, o Huno. Mas se o mesmo Átila telefona a Marcelo para celebrar com ele o nosso sucesso na luta contra o bicharoco, não há patriota que resista

Calamidades

02-05-2020 Para os verdadeiros democratas, o 25 de Abril é um dia “inteiro e limpo”. Para os camaradas, é o princípio de uma derrota. Vê-los, hoje, como donos da data e avaliadores da pureza democrática alheia até seria cómico se não fosse tão pornográfico

Milagres nacionais

25-04-2020 Em países que rondam os 10 milhões de habitantes, só perdemos para a Bélgica e para a Suécia, ou seja, perdemos para um caso terminal de incompetência e para um país que optou, veremos se acertadamente, por não impor nenhum confinamento às massas

A vida em suspenso

18-04-2020 Com um mês de cativeiro, e com a possibilidade de termos mais umas semanas na mesma situação, é hora de perguntar ao Governo o que fez ele com o sacrifício dos portugueses. Sobretudo quando, nos esforços da sua exclusiva lavra, o registo não é famoso

Estados de emergência

11-04-2020 O ponto de Rio sobre a banca não é económico. É político, ou melhor, populista – uma exploração do medo e do ressentimento dos portugueses contra a figura intemporal do banqueiro comedor. Nesse aspecto, Rio não é muito diferente de António Costa

A carteira e a vida

04-04-2020 O fanatismo de Louçã é tão intenso que o homem nem percebe o que significariam os famosos coronabonds. Com a mutualização da dívida viria também uma transferência do que resta da nossa soberania para Bruxelas, Frankfurt e Berlim. E com o Bloco de Esquerda a uivar à Lua

O médico e os monstros

28-03-2020 O que espanta, isso sim, é a forma suave, quase compreensiva, como o mundo olha para o comportamento de um regime que não merece a mais vaga confiança. Por mais luvas ou máscaras de protecção que agora despeje sobre a Europa

Ensaio sobre as cegueiras

21-03-2020 Itália não fica em Marte; os velhos e os doentes italianos não são lixo; não estamos em 1939. A crise económica que nos espera será nada quando comparada com o desastre moral em que a Europa se afoga novamente

Epidemias

14-03-2020 A crise de 2008 não inaugurou o ciclo “populista” nos EUA e na Europa; mas acelerou-o, com movimentos nacionalistas a proporem um regresso às respetivas fortalezas. Se foi assim em 2008, como será em 2020? Sobretudo se a economia mundial afundar sem remédio?

Os melhores dos melhores

07-03-2020 O dr. Ferro não aprende nada nem esquece nada: se Ventura é um pretexto para regressar aos entusiasmos anti-fascistas da adolescência, o dr. Ferro nem hesita. Sobre a castração química, por exemplo, o melhor é nem discutir o assunto
Veja mais