A lógica da banana
João Pereira Coutinho Politólogo, escritor
22 de fevereiro de 2020

A lógica da banana

O gesto de Dani Alves era notável; mas também insuficiente. Na impossibilidade de colocar o jogador, numa sala sem câmaras, com o adepto que lhe atirou a banana (a minha sanção ideal), só o Estado pode garantir a segurança dos jogadores e a punição dos criminosos.

ERA INEVITÁVEL: discute-se a legalização da eutanásia e o país vai conhecendo, a conta-gotas, o cortejo de horrores que a pressa dos senhores deputados procura ocultar. Dois exemplos chegam e sobram.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais