O calvário da saúde pública
Eduardo Dâmaso Director
05 de dezembro de 2019

O calvário da saúde pública

Se, enquanto povo, eleitores, contribuintes, utentes, não nos revoltamos contra este calvário da saúde pública, então, onde está a nossa consciência cívica!? É tempo de parar Centeno, sob pena da nossa própria extinção enquanto povo dotado de um pensamento autónomo e crítico

A saúde pública discute-se em Portugal a partir de uma cada vez mais insuportável esquizofrenia política. Por um lado, constata-se ciclicamente que o Serviço Nacional de Saúde é, a par da democratização da educação e da própria liberdade, uma das maiores conquistas do 25 de Abril de 1974. Por outro, é também notório o sucessivo empobrecimento dos seus meios técnicos e humanos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais