O ano  de Joana Marques Vidal
Eduardo Dâmaso Director
21 de dezembro de 2017

O ano de Joana Marques Vidal

Quando foi eleita, em 2012, a procuradora-geral da República tinha uma espinhosa missão pela frente. Desde logo, apanhar os cacos deixados pelo seu antecessor, Pinto Monteiro, o pior procurador-geral da República de sempre

A procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, vai entrar na recta final do seu mandato (acaba em 2018) com um Ministério Público totalmente diferente daquele que encontrou.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais