Portugal e Angola: a mesma luta?
Nuno Rogeiro
28 de janeiro de 2018

Portugal e Angola: a mesma luta?

Muitos portugueses e angolanos deram a vida por ideias diferentes de pátria, soberania, independência e libertação. Hoje, as trincheiras são outras. Haverá interesses comuns entre Lisboa e Luanda, nas novas batalhas sem sangue?

Os meus poderes divinatórios não sabem se correu bem o encontro entre João Lourenço e António Costa, na cimeira capitalista de Davos.
Nem sequer podem dizer, quando escrevo (22), se houve reunião, e se esta foi fortuita e meramente cerimonial, ou central e substancial.
Mas ninguém nega que as relações entre os dois países, representados por aqueles homens, são cruciais.

Não vale a pena fazer doutrina. Nem tudo corre sempre bem, nas relações entre antigas potências administrantes e novos Estados ex-administrados. Sejam os restos dos impérios coloniais francês, britânico, italiano ou alemão.

Pelo meio, há sempre novos "interesses nacionais" e segredos de Estado, para dizer só um pedaço.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui