Notícia

Simão Ribeiro

Da dignidade da vida humana

03.07.2017 12:48 por Simão Ribeiro
Hoje mesmo, 1 de Julho de 2017 completam-se 150 anos sobre o fim da pena de morte em Portugal
Foto: Sábado

Hoje mesmo, 1 de Julho de 2017 completam-se 150 anos sobre o fim da pena de morte em Portugal. Portugal foi o primeiro país soberano da Europa a abolir a pena de morte. Assim, a 1 de Julho de 1867, ainda bem antes da implantação da República, Portugal demonstrou ser um país humanista e soube colocar no devido lugar a dignidade humana. Fomos o primeiro país da Europa a fazê-lo. Demos um sinal de que o Estado sabe o valor da vida humana, e que independentemente dos erros de cada um, independentemente de podermos restringir liberdades em nome do bem e segurança comuns, a vida é um valor maior.

Não esperava que em 2017, 150 anos volvidos sobre tão sábia decisão vivêssemos episódios que mostram a fragilidade do Estado em manter-nos seguros, seja em território rural, seja, espantemo-nos, nas nossas próprias instalações militares. O término atroz da vida de tantos, de forma tão dolorosa e desoladora, não é respeitadora da nossa história, e o sofrimento merece respeito e merece uma resposta de um Estado precisamente no que não pode falhar. No que não é admissível que falhe. Na luta pela vida dos portugueses.

Há 150 anos deixaram de morrer portugueses por ação legal do Estado. Esperemos que hoje termine a morte de portugueses pela sua inação.

Espero que saibamos enquanto nação voltar a colocar, urgentemente, 
 a vida humana e a segurança dos portugueses novamente no topo das nossas preocupações.

Pela vida humana, pela dignidade do ser humano e pelo património imaterial que representam estes 150 anos de avanço civilizacional.

pub


pub
pub