E agora? … Outra vez (Parte II)
João Laborinho Lúcio
24 de junho de 2020

E agora? … Outra vez (Parte II)

O distanciamento social e o teletrabalho não têm que ser sinónimos de solidão ou de afastamento entre colegas ou da organização a que estes estejam ligados.


A COVID-19 trouxe a pandemia. A forma como a pandemia foi gerida trouxe a crise. Uma crise económica e uma crise social. As decisões que levaram a este estado foram tomadas em contexto de alta incerteza e complexidade. Olhando hoje para os indicadores, somos levados a crer que não foram as melhores decisões. Mas à data em que foram tomadas, a informação era escassa, incerta e contraditória e não tomar decisões é um cenário pior do que tomar as decisões erradas. Números recentes apontam para o encerramento de mais de 40.000 empresas ligadas ao setor da restauração com a perda de mais de 150.000 empregos. Estes colossais números são apenas no setor da restauração. Parece ser um setor que vai ficar com muito pouco para ser restaurado.

Mas se é verdade que o setor da restauração, como outros similares, tem grandes dificuldades de adaptação à crise por estar fortemente dependente da presença física dos seus clientes do dia-a-dia, muitos outros setores podem evitar contribuir para o engrandecimento daqueles desastrosos números.

Assim sendo (a minha opinião), vou insistir por mais uns dias no tema "E Agora? … Outra vez".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui