Sem memória e sem culpa
Ana Rita Cavaco
12 de fevereiro de 2020

Sem memória e sem culpa

Amanhã, quando o edifício estiver prestes a ruir, Marta Temido estará longe, num lugar de nomeação qualquer, sem memória e sem culpa, como estão todos aqueles que este País não foi capaz de responsabilizar.

Não foi preciso esperar muitos anos para que o nosso Ministério da Saúde fizesse justiça à célebre expressão: "Ir além da troika". Mais de 4.500 enfermeiros pediram à Ordem, em 2019, o certificado de equivalência para exercerem no estrangeiro. Estes números correspondem à maior vaga de sempre de emigração registada em Portugal, superando os tempos em que estávamos sujeitos aos cortes, garrotes e diretrizes da Troika.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui