OE: Oportunidade perdida
Ana Rita Cavaco
15 de janeiro de 2020

OE: Oportunidade perdida

De pouco vale anunciar a contratação de profissionais sem assegurar-lhes condições para que possam cumprir a sua missão. Que ninguém se iluda, quem entra hoje vai sair já amanhã.  

O país não nasceu para dar lucro. Este é o ponto prévio. É inegável que este Orçamento do Estado ajuda a combater o histórico subfinanciamento do Serviço Nacional de Saúde, mas não ajuda a resolver um dos principais problemas do sector, a desmotivação crescente dos profissionais e, por consequência, o êxodo para o sector privado e para o estrangeiro. De pouco vale anunciar a contratação de profissionais sem assegurar-lhes condições para que possam cumprir a sua missão. Que ninguém se iluda, quem entra hoje vai sair já amanhã.  

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui