Mal pagos, sim!
Ana Rita Cavaco
07 de outubro de 2020

Mal pagos, sim!

Tentar distorcer a realidade salientando o ordenado de topo da carreira de um enfermeiro, onde demoramos 100 anos a chegar, não é apenas uma injustiça, é imoral.


A discussão e desinformação em torno dos salários dos enfermeiros continua a marcar a agenda mediática. Começo a ficar cansada que usem a classe para guerras que em nada têm a ver com o Serviço Nacional de Saúde e o Sistema de Saúde, a melhoria da qualidade dos cuidados prestados e, ou, o reforço da sua segurança. O ordenado dos enfermeiros portugueses deveria fazer corar de vergonha os responsáveis de hoje e de ontem. Todos, sem excepção.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui