Com chá e bolos...
Ana Rita Cavaco
29 de janeiro de 2020

Com chá e bolos...

Hoje, os Enfermeiros não chegam para fazer companhia na vida, muito menos na morte. É assim que estamos.

Há um ano, uma enfermeira foi brutalmente agredida no Centro Hospitalar Gaia Espinho, tendo mesmo sido forçada a acompanhamento psicológico durante longos meses. À data deste artigo, tudo continua na mesma. Nem as testemunhas foram ainda ouvidas. Enquanto isso, em Braga, pais chamam a PSP em protesto contra as várias horas de espera nas urgências. Andamos a brincar com o barril de pólvora e a fazer de conta de que tudo isto é normal. Não é. Não pode ser.  

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui