O Dr. Bruno de Carvalho, o IRA e outras touradas
A Porteira
16 de novembro de 2018

O Dr. Bruno de Carvalho, o IRA e outras touradas

Fiquei muito intrigada ontem com aquela reportagem que deu no telejornal da 4 (eu ainda digo assim, que sou das antigas e não se me ajeita os nomes novos que eles dão as coisas).

Cá estou eu outra vez agarrada ao tablete, para fazer um apanhado do que se tem passado esta semana. Hoje com um bocadinho menos de vagar que ó costume, que se pôs um dia de Primavera e quando é assim é aproveitar para pôr a roupa a corar do lado de fora da janela. Que isto com a chuva o que eu faço é estender uma corda de um lado ao outro da cozinha, um prego na esquina da porta e outro na chaminé e penduro lá a roupa. Menos os lençóis, que ficam a arrojar por o chão, esses é em cima das ports do roupeiro. Que ninguém diga que eu cá não sou prática. Agora o que é que o marido se queixa muito, lá com a corda da roupa na cozinha, é das ceroulas a cheirar a patanisca. E tem razão. Isto não há nada como o sol.

E estendendo a roupa à janela, sempre evito de me andar o gato a ver se me apanha as colãs de descanso, que o raio do bicho parece que não pode ver nada pendurado.

Por falar nisso, no raio do bicho vá, fiquei muito intrigada ontem com aquela reportagem que deu no telejornal da 4 (eu ainda digo assim, que sou das antigas e não se me ajeita os nomes novos que eles dão as coisas).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login