Notícia

Europa

Activistas de direitos animais invadem espectáculo de golfinhos em Tenerife

27.08.2018 13:28 por Carolina R. Rodrigues
Membros de um grupo de defesa animal interromperam o evento para protestar contra o uso de animais selvagens para entretenimento. Há cerca de dez dias, o Vegan Stike Group interrompeu uma tourada em Albufeira.
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group
Foto: Vegan Strike Group

Activistas de direitos animais invadem espectáculo de golfinhos em Tenerife

Três membros do grupo Vegan Strike Group, uma organização internacional que afirma lutar contra a escravidão de animais selvagens usados em eventos de entretenimento e a criação dos mesmos em cativeiro, invadiu um espectáculo com golfinhos no Loro Parque em Tenerife, nas Ilhas Canárias.

Os elementos mergulharam na piscina do zoo a segurarem cartazes a exigir o fecho do parque animal. "Os golfinhos devem estar no mar", lia-se nos mesmos.

A intervenção dos activista foi vaiada pelos espectadores que aguardavam pelo início do espectáculo, segundo o Diario de Avisos, de Tenerife, e a publicação do Vegan Strike Group no Facebook. Estes foram rapidamente acompanhados para fora do parque pelos seguranças do Loro Parque, sem registo de incidentes.

"Loro Parque, o infame parque de golfinhos de Tenerife, foi o nosso local de batalha de hoje", escreveu o grupo de defesa dos direitos animais na sua página de Facebook. "Realizámos esta acção pelos golfinhos e orcas que estão a ser explorados neste parque horrível. Este tem recebido atenção negativa dos media devido à sua exploração de golfinhos, orcas e leões-marinhos para fins de entretenimento", defende o Vegan Strike Group, que considera que o público em geral está cada vez mais sensibilizado para "a crueldade desta forma de recreação".

pub

Os activistas contam ainda que a Policia Nacional espanhola foi chamada ao local, mas o "Ronny, Renate e Peter [os activistas] não foram levados para a esquadra", além de não terem sido multados pelas suas acções de protesto no parque das Ilhas Canárias, muitas vezes alvo deste tipo de manifestações por grupo de defesa animal.

Em Julho passado, o operador turístico britânico Thomas Cook anunciou que iria deixar de vender bilhetes para o Sea World na Flórida, EUA e para o Loro Parque, após inquirir os seus clientes sobre a exploração animal e ouvir especialistas em direito animal.

O Vegan Stike Group já realizou uma acção semelhante no Zoomarine de Albufeira, a 11 de Agosto deste ano. Há cerca de dez dias, o Vegan Stike Group interrompeu uma tourada em Albufeira. 

pub


pub
pub