Steve Bannon pagou fiança de cinco milhões e foi libertado

Steve Bannon pagou fiança de cinco milhões e foi libertado
Diogo Barreto 21 de agosto de 2020

O antigo estratega político de Donald Trump foi libertado depois de ser detido sob acusações de fraude com fundos alegadamente para construir o muro na fronteira com o México.

Steve Bannon, o estratega da campanha presidencial do atual presidente dos Estados Unidos da América e que nos últimos anos tem estado mais envolvido com a direita europeia, foi libertado na quinta-feira depois de pagar parte da fiança no valor de cinco milhões de dólares.

O assessor político norte-americano foi detido esta quinta-feira na sequência de uma investigação do Departamento de Justiça dos EUA que terminou com a acusação de que Bannon e três outros sócios tinham burlado "centenas de milhares" de doadores com uma campanha de angariação de fundos. O esquema montado pelos quatro acusados consistia na promessa da construção do muro na fronteira entre os EUA e o México. Bannon e associados prometiam que todo o dinheiro utilizado seria usado para pagar a construção do muro, mas terão usado o dinheiro para financiar os seus gastos pessoais, informa a acusação.

Segundo os procuradores norte-americanos, Bannon terá recebido mais de um milhão de dólares a partir do esquema. Já a cara da campanha, Brian Kolfage, um veterano da Guerra do Iraque de 38 anos e com uma deficiência física, terá recebido centenas de milhares de euros de despesas pessoais, vivendo "um estilo de vida sumputoso" com esse dinheiro recolhido a partir de milhares de doações. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais